XINGUARA SEDIA CAPACITAÇÃO DE PROGRAMA FEDERAL Principal Publicações Publicação Voltar

Publicações

XINGUARA SEDIA CAPACITAÇÃO DE PROGRAMA FEDERAL


Publicações, publicado em 08/06/2022


XINGUARA SEDIA CAPACITAÇÃO DE PROGRAMA FEDERAL


Xinguara está recebendo desde segunda-feira, 6, nas instalações da Escola Estadual de Educação Profissional e Tecnológica, EETEPA Jordame Corrêa Queiroz Filho, representantes de onze municípios da região do Baixo Araguaia para uma capacitação do Programa Federal Criança Feliz, através da Secretaria Estadual de Assistência Social do Pará. O método de desenvolvimento está sendo ministrado pela socióloga e multiplicadora do programa, Carmen Suely, e pela pedagoga, Zezé Pereira, ambas servidoras da SEASTER/PA.


O objetivo da formação, de 40 horas, é apresentar a psicólogos, assistentes sociais, supervisores do programa e visitadores domiciliares o método científico de cuidado e desenvolvimento de crianças.


“A metodologia é o que eles desenvolvem nas visitações, aprendem através do guia de visita domiciliar. Agora, com o retorno das atividades presenciais, está sendo repassado o método que implementa o desenvolvimento infantil, melhorando a prática de cuidados de crianças de 0 a 3 anos incompletos e crianças de até 6 anos que recebem ou estão em processo para receber o beneficio da prestação continuada”, falou a socióloga e multiplicadora do programa Criança Feliz, Carmen Suely.


Segundo a psicóloga Gislene Silva, de Ourilândia do Norte, a formação está superando as expectativas. “Eu trabalho com o PAIF, Programa de Atendimento Integral à Familia, mas esse conhecimento profundo do Criança Feliz eu não tinha. Vai agregar muito à minha carreira, não só o conhecimento teórico, mas, o mais importante, na prática. Meu olhar hoje não é o mesmo da semana passada, agora consigo enxergar a importância desse trabalho conjunto fundamental”, ressaltou.


Para a assistente social da equipe técnica de Tucumã, Eliete Cardoso, a capacitação é fundamental na atuação dos servidores. “É um subsidio para cada profissional que está aqui chegar ao seu município levando qualidade no atendimento à primeira infância”, afirmou.


A secretaria de Assistência Social de Xinguara participa com nove servidores.


“É um momento de informação, de garantir que os profissionais estejam prontos para realizar as visitas domiciliares de forma adequada, dentro do método que o programa exige”, acrescentou a supervisora do programa em Xinguara, Debora Ferreira.


“Quero agradecer ao Governador Helder Barbalho, mais uma vez, por este espaço que está nos proporcionando receber representantes dos municípios de toda a região e parabenizar a equipe da SEASTER por repassar conhecimento e aprimorar a atuação dos nossos servidores da Assistência Social”, acrescentou o prefeito de Xinguara, Moacir Faria.


A capacitação termina na próxima sexta-feira, 10.


O programa


O programa Criança Feliz é uma estratégia alinhada ao Marco legal da Primeira Infância que traz as diretrizes para a formulação e a implementação de políticas públicas para a primeira infância em atenção à especificidade e à relevância dos primeiros anos de vida no desenvolvimento infantil e no desenvolvimento do ser humano.


Público Alvo


 Gestantes, crianças de até 3 (três) anos e suas famílias inscritas no Cadastro Único;


Crianças de até 6 (seis) anos e suas famílias beneficiárias do BPC2;


Crianças de até 6 (seis) anos afastadas do convívio familiar em razão da aplicação de medida protetiva prevista no Estatuto da Criança e do Adolescente;


Crianças de até 72 (setenta e dois) meses inseridas no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal - CadÚnico, que perderam ao menos um de seus responsáveis familiares, independente da causa de morte, durante o período Emergência em Saúde Pública de Importância Nacional (ESPIN) decorrente da Covid-19.


Objetivos


Apoiar a gestante e a família na preparação para o nascimento e nos cuidados perinatais;


Colaborar no exercício da parentalidade, fortalecendo os vínculos e o papel das famílias para o desempenho da função de cuidado, proteção e educação de crianças na faixa etária de até seis anos de idade;


Mediar o acesso da gestante, das crianças na primeira infância e das suas famílias às políticas e serviços públicos de que necessitem;


Integrar, ampliar e fortalecer ações de políticas públicas voltadas para as gestantes, crianças na primeira infância e suas famílias.


 





VEJA TAMBÉM